Natalie Massenet | Job-à-Porter
O ESCRITÓRIO – CHEIO DE PERSONALIDADE – DA JENNA LYONS
O ESCRITÓRIO – CHEIO DE PERSONALIDADE – DA JENNA LYONS
O ESCRITÓRIO DE EVA CHEN
O ESCRITÓRIO DE EVA CHEN
Nova fase =)
NOVA FASE =)
DICAS DE OURO AO SE VESTIR PARA ENTREVISTAS DE EMPREGO – DE MODA!
DICAS DE OURO AO SE VESTIR PARA ENTREVISTAS DE EMPREGO – DE MODA!

Natalie Massenet

1 Com.

Siga seus instintos

VelasHoje eu estava dando uma olhada no site da Heleninha Bordon e vi um post que tinha velas luxuosas como indicação de presente de natal, algumas custando 45 libras, outras 60 euros… Depois do sucesso de marcas que só vendem velas, como a incensada francesa Diptyque, as grifes incluíram esse item tão comum em suas cartelas de produtos e cobram preços altíssimos.

E porque eu estou falando sobre essas velas grifadas? Porque em uma parte daquele vídeo da palestra da Natalie Massanet, fundadora do Net-à-Porter, sobre o qual eu fiz esse post, ela contou que, há mais de 10 anos atrás, antes de criar o Net-à-Porter, uma de suas ideias foi criar uma marca de velas luxuosas. Só que ela descartou a ideia porque todo mundo disse que aquilo era absurdo e que ninguém pagaria mais de 5 dólares por uma vela. Bom, a introduçao acima mostra que quem estava errado eram os outros, e não ela!

A outra ideia que ela descartou por descrença das outras pessoas? Uma rede de coffee shops elegantes (naquela época o Starbucks ainda não era famoso, ok!?).

Moral do dia: Siga os seus instintos e seja fiel às suas ideias! Nem sempre os outros conseguem ter visão que você tem. Logicamente que o timing e muita pesquisa são importantíssimos, mas escute seu coração =)

1 Com.

Natalie Massenet

 

Vocês conhecem o Net-à-Porter, certo? E a mulher por trás dele, conhecem?! Pois se não conhecem, vão conhecer a partir de agora, porque ela é o nosso assunto hoje =)

Natalie Massenet

Eu a admiro muito, pois láááá em 2000 ela foi extremamente visionária com o Net-à-Porter: na época em que a internet era discada e tudo ainda era muito novo, ela quis criar uma revista online em que a leitora podia comprar todas as peças – diretamente pelo computador, em qualquer lugar do mundo.

Em abril desse ano ela foi convidada para falar sobre sua carreira no Vogue Festival, que aconteceu em Londres. E Natalie, que obviamente gosta de inovar, resolveu fazer uma palestra diferente. Ao invés de um Power Point ou algo do tipo, ela criou uma conta no Instagram (@nataporter_mtstorysofar) e foi contando a sua história pelas fotos. Criativa, não?! E ao contar sua trajetória, ela dividiu ensinamentos e dicas preciosas, enfatizando que todas as experiências que teve em sua vida foram importantes para ela chegar onde chegou. Escolhi os momentos mais legais para compartilhar com vocês! O post ficou compridinho, mas vale a pena =)

Captura de Tela 2013-08-09 às 15.01.01

“Tudo tem que começar de algum lugar… e, geralmente, é pequeno”

Captura de Tela 2013-08-09 às 15.04.00“Não tenha medo do que há do outro lado da montanha”. O pai de Natalie sempre lhe ensinou a não ter medo do desconhecido. Quando ela se formou na faculdade, planejou ir para Tóquio para ficar lá durante um ano. Ela estudou japonês durante a faculdade, mas não conhecia nada nem ninguém no Japão, mas mesmo assim foi. Seu pai lhe deu a passagem de ida e volta, 3 noites num hotel e 300 dólares. Ela pretendia dar aulas de inglês, mas ao chegar lá, acabou sendo contratada por uma agência de modelos, emprego com o qual conseguiu se manter por um ano, como havia planejado. Nessa parte, ela diz: “Quando você decide ser bem-sucedido, de alguma maneira o universo conspira para que tudo dê certo”.

Nessa época ela fez alguns trabalhos que eram meio embaraçosos, como ficar na porta de lojas com roupas engraçadas dando amostras de perfume, mas que hoje ela vê como foram importante para a formação de seu caráter.

Captura de Tela 2013-08-09 às 15.04.39

“Planeje o melhor que puder e vá em frente. Adapte-se de acordo com o que encontrar”. Com essa experiência no Japão, Natalie aprendeu que mesmo que façamos um ótimo planejamento, algo pode mudar nosso caminho completamente, então temos que ter a mente aberta para nos adaptar.

Captura de Tela 2013-08-09 às 21.33.14

Depois que voltou para Los Angeles, ela foi em busca de seu sonho: ser produtora de filmes. Ela chegou a conseguir uma vaga numa das produtoras mais importante de Hollywood, mas era de recepcionista, o que a deixou desanimada. Ao invés de enxergar como uma oportunidade incrível de já estar dentro da produtora e poder crescer lá dentro, ela dormia todos os dias depois do almoço em sua mesa e não conseguiu seguir uma carreira no cinema. “Não durma no emprego”!
Captura de Tela 2013-08-09 às 21.38.26

E já que ela viu que não tinha futuro no cinema, partiu para a moda. Primeiro trabalhou para uma revista italiana, onde fazia de um tudo um pouco, e depois passou a integrar o time da costa oeste da WWW (Women’s Wear Daily – renomada revista norte-americana de moda). Ela queria chamar a atenção do escritório central em NY, então sempre fazia mais do que pediam. Às vezes pediam uma pauta pequena, mas ela ía atrás de um editorial maior, sozinha cuidava do styling, locação, casting, edição e etc. “Exceda expectativas – se faça indispensável”.
Captura de Tela 2013-08-09 às 21.41.04

“Seja gentil com todos com quem você trabalha – eles sempre aparecerão em lugares inesperados”. Até hoje, ela encontra antigos colegas que começaram com ela. E eles são editores de revistas, PR de marcas importantes, ou seja, pessoas de quem o negócio dela depende para ter sucesso.
Captura de Tela 2013-08-09 às 21.44.28

Houve uma época em que Natalie teve duas ideias de negócios: uma era montar uma marca de velas de luxo e a outra era uma rede de cafeterias. Conversando com pessoas do meio, ela desistiu pois falaram que aquilo nunca daria dinheiro. Hoje sabemos que eles estavam errados, certo? Assim, ela ensina: “Siga seus instintos”.
Captura de Tela 2013-08-09 às 21.53.50

“Os únicos limites são aqueles que colocamos em nós mesmos”.
Captura de Tela 2013-08-09 às 21.55.13

“Só porque algo não existe, não quer dizer que não vai dar certo”.

Captura de Tela 2013-08-09 às 21.57.05

Em 1999, Natalie juntou uma pequena equipe, montou um plano de negócios, juntou investidores e em 2000 o site foi ao ar.Captura de Tela 2013-08-09 às 22.00.44

Esse foi o primeiro escritório do Net-à-Porter: 15 pessoas num pequeno estúdio em Londres. O estoque ficava empilhado em um pequeno quarto e banheiro.
Captura de Tela 2013-08-09 às 22.04.45

“Você só tem uma chance de causar uma boa primeira impressão”. Mesmo que no começo o Net-à-Porter ficava num escritório apertado e as mercadorias empilhadas num banheiro, eles nunca deixaram que isso chegasse aos olhos do consumidor. Desde o começo, os produtos eram entregues numa caixa e embalagem impecáveis. E ela ressalta que é importante os bastidores com o tempo se tornarem tão bons quanto a experiência da marca, já que o seu time também é um consumidor da sua empresa.

Captura de Tela 2013-08-09 às 22.08.27

“Quando você inicia um negócio, você tem que fazê-lo crescer, e crescer com ele”. É importante sempre estar pronto para os novos desafios que vão aparecer e continuar com a mente aberta para novas oportunidades.

Além desses ensinamentos, Natalie também fez algumas considerações:

  • Sua musa inspiradora sempre foi Audrey Hepburn. Quando aparece alguma situação difícil, ela pensa “O que Audrey faria nessa situação?!”
  • Colocar o consumidor em primeiro lugar é a premissa para um negócio dar certo.
  • Para os estilistas: “Continue sendo criativo, mas é um mercado muito competitivo e você precisa estar atento e ter a parte de negócios forte”.
  • Ela cita um livro que a ajudou muito e recomenda a todos: Visualização Criativa. Se ela recomenda, a gente lê, né? hahaha Eu já comprei o meu, quando terminar de ler faço um post dele!

Além do Net-à-Porter, a empresa também fundou o The Outnet, de peças com desconto, e o Mr. Porter, para o público masculino. Em 2010, Natalie vendeu a empresa para um grupo de investidores pela modesta quantia de 350 milhões de libras. Além de cuidar do NaP, ela também é presidente do British Fashion Council.

Para quem quiser ver, aqui tem a palestra na íntegra.

E aí, todo mundo inspirado agora?!